Estuário do Tejo

À borda d’água, com um Homem da terra!
2005-01-16 (Domingo)


16 de Janeiro - Domingo - 1 bota.

Características do percurso:

Percurso de 1,5 km até ao Cais do Samouco. Neste local existe a única dificuldade deste passeio porque é necessário atravessar a pequena ribeira do Samouco. A transposição parece fácil. As pessoas terão que se descalçar...

Depois caminharemos por uma bela praia de areia fina fronteira às célebres salinas do Samouco, na direcção de Alcochete. Se não houver nevoeiro, o panorama é lindo, com o casario de Lisboa, na margem norte a fazer de pano de fundo.

A seguir passaremos sob a ponte Vasco da Gama,o que constitui também um momento marcante . Mais à frente, no Canto das Bruxas,teremos que subir um pouco para evitar uma zona com algum lodo.

Logo retomaremos as areias para seguir ao longo das secas do bacalhau já desactivadas, até à Praia dos Moinhos, local recomendado para banhos de sol e muito rica em iodo.

Atravessaremos toda a vila de Alcochete, nomeadamente o seu casco histórico. Seguiremos finalmente até ao portinho das Hortas,podendo, se o tempo chegar, ir mesmo até à foz do rio das Enguias, onde confluem os limites dos distritos de Setúbal e de Santarém.

O almoço será na «Casa da Malta». Trata-se de uma tertúlia que tem as suas instalações nas Hortas, em ambiente bucólico, onde as pessoas se reúnem para falar de toiros e cantar o fado, em grandes patuscadas.

Cartografia: Folha 432 da Carta Militar de Portugal na escala 1/25000 de IGE.

Concentração: Às 9h30 junto à igreja do Samouco.

Inscrição: Dadas as características especiais desta actividade – almoço na Casa da Malta, incluído no preço – é obrigatória a inscrição no Clube.