As Antas de Loures

A pré-história aqui tão perto
2019-02-24 (Domingo)


Tal como a atividade de Ponte de Lousa, realizada em janeiro de 2018, esta é mais uma caminhada proposta pelo nosso amigo Manuel Silva.

Com início e fim no Parque do Cabeço de Montachique, vamos ter a oportunidade de observar a fantástica paisagem da região saloia e visitar alguns dos vestígios pré-históricos mais famosos deste concelho: as Antas de Carcavelos, Salemas e Casaínhos.

O percurso passará também pelas ruínas do Grandela, edifício em forma de estrela que pretendia vir a ser um sanatório

albergaria mas que, por falta de verbas, nunca chegou a ser terminado, tendo a sua construção parado em 1919.

Anta de Carcavelos, a que mais se destaca, é uma sepultura coletiva megalíticacomposta por uma câmara sepulcral de forma poligonal. Está localizada numa zona predominantemente rural e é um dos vestígios pré-históricos melhor preservados do concelho de Loures, em parte devido ao seu isolamento.

O monumento é constituído por seis esteios de calcário provenientes da região, dos quais cinco fariam parte da câmara e o sexto pertenceria ao corredor. Junto ao monumento existem ainda algumas lajes de calcário, uma das quais de grande dimensão, que poderia constituir a cobertura da anta.

Veremos depois a Anta e a diáclase ou gruta de Salemas. Esta última foi descoberta na década de 50 e é formada por um corredor sinuoso, com cerca de 30 metros de comprimento e um metro de largura média.

De seguida passamos pela aldeia de Casaínhos, para aí visitar a sua famosa anta, a Anta de Casaínhos, classificada como Monumento Nacional.

Antes de regressar ao Parque de Montachique, teremos ainda oportunidade de passar pela Estrada do Forte, em pleno percurso do GR 30 das Linhas de Torres.

Características do percurso: Circular, com cerca de 16km de extensão, maioritariamente por trilhos e estradões, com necessidade de vencer alguns desníveis mais acentuados. Possibilidades de neutralização nas diversas povoações atravessadas com utilização de táxi, por conta dos interessados.

Cartografia: Folha 403 da Carta Militar de Portugal, na escala 1/25000. 

Recomendações: Dada a época do ano o piso pode, em algumas partes do percurso, estar molhado e escorregadio pelo que se aconselha levar botas de montanha. Os bastões poderão ser úteis. Não esquecer o farnel.

Hora e local de encontro: Às 09h00 no Parque Municipal do Cabeço de Montachique.

Atividade de inscrição no local (6,00€; 5,00€ para quem possua seguro da FPME) – transporte em viatura própria.

O preço inclui o seguro da atividade.