FLORES E CORVO

(1ª data) As magníficas ilhas do grupo ocidental
2020-07-18 - 2020-07-25 (Sábado - Sábado)

 




Esta actividade foi cancelada  




Caros Companheiros/as


Considerando os últimos desenvolvimentos da situação sanitária e respetivo enquadramento legal - quer a nível nacional quer a nível regional - nomeadamente:

 
- o preocupante aumento de intensidade da pandemia na região de Lisboa;

- o significativo número de voos para as regiões autónomas em que foi muito recentemente confirmada (a posteriori...) a presença do corona-vírus a bordo;

- a previsível continuidade das apertadas e onerosas restrições sanitárias em vigor nas viagens para os Açores, particularmente no que toca à realização de testagem obrigatória;

- as constantes alterações e cancelamentos dos voos de e para as Flores por parte da SATA e de Lisboa para os Açores (SATA/TAP), regra geral complicando os horários das ligações previstas;

- a atitude genérica das autoridades regionais açorianas, claramente pouco interessadas em receber visitantes do exterior,


a Direção do CAAL informa os associados inscritos que decidiu cancelar a realização do 1º turno da actividade das Flores e do Corvo, previsto para se iniciar no próximo dia 18 de Julho.


Desta forma, os companheiros que já tenham comprado os bilhetes de avião deverão contactar a SATA/TAP no sentido de procederem ao respetivo cancelamento.

O CAAL irá continuar a acompanhar o evoluir da situação, no que diz respeito à deslocação do 2º grupo (de 29 de Agosto a 5 de Setembro).

Caso alguém esteja interessado em participar no 2º turno deve contactar nos próximos dias o secretariado do CAAL, de forma a ser possível indagar da possibilidade de aumentar o número de vagas existentes.

O Clube também vai estar atento à possibilidade de reagendar o turno agora cancelado, caso eventualmente surja uma oportunidade para o efeito.

Saudações Montanheiras,

A Direção do CAAL 

 



A actividade repete-se de 29 de Agosto a 05 de Setembro 

 

Passaram 20 anos. É tempo do CAAL retornar às Flores e ao Corvo.

Devido às limitações da capacidade hoteleira disponível durante a época alta do turismo, vamos realizar duas actividades iguais com grupos de pequena dimensão, uma de 18/07 a 25/07 e outra de 29/08 a 05/09.

Alojamento e Alimentação - Iremos ficar alojados no Inatel das Flores, em Santa Cruz, a melhor unidade hoteleira da ilha, em regime de meia-pensão (pequeno almoço e jantar). Os almoços serão do tipo piquenique, podendo ser fornecidos pelo hotel (não incluído no preço) ou providenciados pelos próprios.

https://hoteis.inatel.pt/pt/Menu/Hoteis-Alojamento/Natureza/Flores/Inatel-Flores-Hotel.aspx

Transporte terrestre: Para dispormos de maior flexibilidade, iremos utilizar viaturas ligeiras de aluguer nas nossas curtas deslocações pela ilha.

Meteorologia - Como é do conhecimento geral, as Flores e o Corvo são ilhas de grande beleza mas caracterizadas por condições atmosféricas muitos variadas, pelo que o programa do dia a dia será gerido em função da meteorologia. Mesmo no Verão, os voos de e para as Flores são propensos a atrasos e cancelamentos, por motivos climatéricos ou operacionais.

Programa indicativo das actividades

- Visitar as duas principais povoações da ilha das Flores - Santa Cruz e Lajes.

- Percorrer os 4 PRs (percursos de pequena rota) existentes na ilha e dois trechos do seu GR (percurso de grande rota). Consultar –  http://trails.visitazores.com/pt-pt/trilhos-dos-acores/flores

- Visitar os espaços museológicos das Flores e do Corvo, bem como miradouros e igrejas abertas.

- Visitar os principais atrativos naturais não incluídos nos trilhos a realizar (ex: Morro Alto, diversas lagoas, etc), assim como algumas pequenas povoações tradicionais.

- Dispor de tempo livre, nomeadamente para desfrutar das zonas balneares e convívio.

Corvo - Haverá um dia dedicado à ilha do Corvo (viagem de barco), com visita à magnífica cratera do Caldeirão e sua lagoa, assim como à mais pequena sede de concelho de Portugal – Vila Nova do Corvo. Durante a travessia marítima iremos também ver as grutas e cascatas da costa nordeste da Ilha das Flores.

Transporte aéreo:

Considerando o possível interesse dos companheiros em prolongar a viagem a seu gosto por outras ilhas dos Açores - antes ou depois da actividade - optou-se por deixar ao cuidado de cada um a aquisição da passagem aérea (TAP e/ou SATA).

Chamamos a atenção para o facto de ambas as actividades terem início às 10h40 (horário previsto de chegada da organização CAAL ao aeroporto das Flores, no voo SATA 121 proveniente de Ponta Delgada), seguindo depois para o alojamento no Inatel, nos dias 18 de julho e 29 de agosto respetivamente.

Recomendações: Tendo em consideração a meteorologia destas ilhas, os companheiros deverão ir bem equipados para vários cenários, incluindo botas e bastões, não esquecendo o fato de banho e o protetor solar.

Mais informações:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ilha_das_Flores_(A%C3%A7ores) https://pt.wikipedia.org/wiki/Corvo_(A%C3%A7ores)

Preço: 765€

O preço inclui: 7 noites de alojamento em unidade hoteleira de categoria superior em regime de meia pensão; transporte terrestre na ilha das Flores de acordo com o programa, em viatura de aluguer, com o respetivo seguro e combustível, transporte marítimo i/v para a ilha do Corvo, transporte terrestre na ilha do Corvo para o Caldeirão; as entradas nos espaços museológicos, seguro de acidentes pessoais e assistência em viagem, do aeroporto das Flores ao aeroporto das Flores; despesas de reconhecimento.

O preço não inclui: o transporte aéreo de e para as Flores, qualquer seguro que abranja essa viagem aérea; bebidas e despesas pessoais; tudo o que não esteja mencionado na secção anterior.

Plano de pagamentos: 1 entrada no montante de 165€ no momento de inscrição, seguida de 4 prestações mensais no montante de 150€, de abril a julho, sendo as 3 primeiras até ao dia 28 do respetivo mês e a última até ao dia 15 de julho.

Inscrições: No dia 10 de março, terça, das 18h00 às 20h00 na sede do Clube. Inscrições limitadas a 20 participantes por atividade.

Cada sócio pode inscrever-se a si próprio e ao seu agregado familiar ou outro sócio.