Sintra

2006-01-29 (Domingo)
 

2006-01-30: Domingo, dia 29, um dia "difícil", com as previsões meteo a darem aguaceiros pela manhã, muito fio, neve a partir dos 400m etc... Mas Sintra tem mar "por todos os lados", não pode nevar, e uma actividade do CAAL guiada pelo sócio nº 15, Rui Queirós, não se pode perder!
 
Assim pensaram 33 companheiros que não se atemorizaram com as previsões nem com as bátegas fortes que nos fustigaram nas primeiras horas de caminhada. Houve de tudo, até uma forte trovoada que quase nos fazia terminar a caminhada, mas que depressa procurou outras paragens. Sem chuva mas com nevoeiro atacámos o Castelo dos Mouros, e depois o Parque da Pena para uma visita guiada em que só com o Rui Queirós conseguimos sentir toda a magia do Parque. E toda a caminhada no Parque, até à Cruz Alta e Sta Eufémia, foi feita debaixo de forte nevão que cobriu de branco a esplendorosa vegetação. Único e inolvidável (como o nevão de 1954 em Lisboa)! Mais uma grande jornada do nosso Clube (aqui fica também o testemunho do António Delicado que nos acompanhou pela primeira vez).

10 Anos de Património Mundial

29 de Janeiro – Domingo - 2 botas.

Dez anos após a sua classificação pela UNESCO como Património da Humanidade na categoria de Paisagem Cultural (6 de Dezembro de 2005), volta o Ar Livre a organizar uma actividade no local onde o romantismo mais se faz sentir na arte, na arquitectura e na paisagem, em Portugal.

Percurso circular de descoberta da essência de Sintra,que pretende dar uma visão do notável sincretismo entre património construído e natural que levou à sua classificação, passando por recantos e vielas quase desconhecidos, de grande encanto e beleza.

Conheça o espírito e a magia de Sintra passando pelos seus três bairros e freguesias históricos, quintas, palácios, fontes, miradouros, jardins, calçadas entre muros cobertos de musgo, o Parque da Pena, o Castelo dos Mouros e a subida total da Serra desde a Ribeira até à Cruz Alta.

Características dos percursos

Actividade acessível a todos, apesar do desnível de quase 500m a vencer, sempre por ruas, calçadas, caminhos e veredas, com início e fim na estação de caminhos de ferro de Sintra. Levar merenda e água.

Concentração: Às 9h00 frente à estação de caminhos de ferro de Sintra.

Inscrição: No local da concentração.

O preço inclui as entradas no Parque da Pena e no Castelo dos Mouros.


Consulte Também