A Festa da Cereja

Pelos cerejais do vale do Alcambar com a Estrela e a Malcata como Fundo
2008-06-14 - 2008-06-15 (Sábado - Domingo)

O auge da cereja pintando de vermelho a Serra da Gardunha será o ponto de partida para mais uma das nossas actividades. Outrora Serra de Castanheiros, que o flagelo dos incêndios destruiu, e que torna agora num dos maiores pomares de cerejas do País.

Alcongosta e a sua sua afamada Festa da Cereja.Visita à aldeia do Alcaide donde partiremos para um suave passeio por hortas e grandes cercados e pastagem no coração da Cova da Beira, ladeada pela Serra da Estrela, Malcata e Gardunha até chegarmos a uma outra antiga povoação do concelho, Valverde. 

1º dia - Sábado - À saída do Fundão teremos o Dr. José Travassos para nos fazer uma breve introdução histórica sobre a cidade, assim como em determinados pontos chaves da Serra da Gardunha. Subiremos o Vale do Alcambar no meio destes saborosos frutos e passaremos depois a ladear a Quinta da Serrana, onde ainda se encontram alguns castanheiros que nos servirão de sombra para uma breve “merenda”.

Nesta altura os mais cansados terão possibilidade de entrar no autocarro e neutralizar.

De seguida, a serra “despida” de arvoredo, tendo só como roupagem urzes, carqueja, rosmaninho e outras espécies de arbustos, será um lugar aprazível de onde se visualiza a Serra do Açor, da Estrela e da Malcata, e em breve chegaremos à Casa do Guarda. Eis-nos num fantástico miradouro sobre a Aldeia de Alcongosta e a Cidade do Fundão.

Passaremos agora por uma zona de pinhal até chegarmos a Alcongosta, terra de vendedores de fruta, em especial de cereja, e também de cesteiros, que aproveitavam as pequenas varas dos castanheiros para o fabrico de cestas. Teremos oportunidade de visitar um cesteiro no seu ofício.

Culminará este dia na Festa da Cereja, habitualmente realizada nesta época do ano pela Junta de Freguesia da mesma localidade, com a mostra de produtos da região e as suas tasquinhas, onde poderemos petiscar ou mesmo jantar. 

2º dia - Domingo - De novo o Dr. José Travassos connosco, para breve nota histórica. Seguidamente partiremos da bonita aldeia do Alcaide, lugar que deu berço ao Dr. João Franco, onde visitaremos a sua Igreja datada do séc XIII e a sua torre, a mais alta da região, de onde se avista  toda a Cova da Beira.

Percorreremos antigos caminhos no meio das hortas, lameiros e locais de pastoreio e chegaremos à Ponte Romana. Passagem na capela de S. Domingos, de seculares tradições na zona de Valverde.As hortas serão o painel de fundo novamente até à chegada a Valverde, onde poderemos visitar algumas fontes bem antigas e com características algo inéditas, assim como a Igreja matriz e sua torre. Por último, uma visita ao Museu Etnográfico da aldeia.  

Características dos percursos:

Primeiro dia - a subida da Gardunha com desníveis algo acentuados (12km-2,3 botas).

Segundo dia - um passeio em planície para relaxar (14km-1 bota). 

Recomendações: Levar água e comida; saco cama, para quem ficar em camarata e, para quem ficar no salão, saco cama e colchonete. 

Cartografia: Folhas 246 e 256 da Carta Militar de Portugal na escala 1/25000 do IGE. 

Alojamento: Nas instalações do Clube ‘Gardunha Viva’, em camaratas ou no salão; quem pretender dormir em camarata (com lugares limitados) terá um acréscimo de 2,00€. Quem quiser acampar tem possibilidade de o fazer no Parque de Campismo Fundatur.

Como alojamento alternativo existem, entre outros: Pensão Tarouca  (**) - tel. 275 752 168; Hotel Samasa Fundão (***) - tel. 275 779 930; Hotel O Alambique de Ouro (***) - tel. 275 774 145. 

Partida: Sábado, às 7h00 de Algés e às 7h15 de Sete Rios. 

Participação em viatura própria: Encontro no Fundão, perto das capelas do Calvário e Espírito Santo pelas 10h45 de Sábado. (Saída - Fundão na antiga estrada que ligava a Alpedrinha). 

O preço inclui alojamento nas instalações do Clube ‘Gardunha Viva’ ou no Parque de Campismo da Fundatur.


Preços:
Autocarro 40,00€ / Men. 21 anos 17,00€
Preços:
Viatura própria 19,00€ / Men. 21 anos 13,00€