À volta da Panasqueira

Minas, serras e também cerejas
2010-06-05 - 2010-06-06 (Sábado - Domingo)

Mais uma vez o CAAL nos levará ao coração da Cova da Beira. 

Uma visita a um lugar que fez história na vida do volfrâmio em Portugal – As Minas da Panasqueira, os seus caminhos e as suas gentes. 

A exploração deste minério teve o seu auge na 2ª Guerra Mundial, em que a procura do volfrâmio era grande devido à sua utilidade como endurecedor de ligas metálicas para a construção de armas.

Daí para cá a sua importância tem vindo a diminuir, porém, mais recentemente com a crise do urânio empobrecido, que estava a substituir o volfrâmio, as minas ganharam novo alento.

Mas a utilidade do volfrâmio não se resume à indústria de armamento. Uma das suas utilizações é na indústria eléctrica, nos filamentos das lâmpadas incandescentes. 

Sábado, dia 5 Depois duma visita a estas catedrais do volfrâmio, regressaremos às escombreiras das minas mas, agora, caminhando em cima delas, observando-as numa visão diferente, o rio ao fundo com as suas cores cobreadas, lembrando a lavagem do minério.

São paisagens de rara beleza que avistaremos deste “lixo especial” deixado pelas escavações do valioso minério.

Caminharemos em direcção à Barroca onde jantaremos (incluído no preço), para depois ficarmos alojados numa das mais recentes Pousadas da Juventude.  

Domingo, dia 6 - Estaremos na cidade que é mesmo o coração da Cova da Beira - o Fundão - terra por excelência da já tão conhecida cereja e também do centeio do qual iremos conhecer o seu ciclo  na antiga moagem, situada junto à estação da CP, hoje um edifício dedicado à cultura.Depois do almoço far-se-á uma caminhada à volta do Fundão entre o urbano e o rural. 

Cartografia: Folhas 244, 245, 246 e 255 da Carta Militar de Portugal na escala 1/25000 do IGE.    

Alojamento: Na Pousada da Mina, no coração de uma antiga aldeia mineira, onde outrora existiu a Lavaria das Minas da Panasqueira.

O edifício actual da pousada era, em anos passados, uma messe onde viveram dezenas de empregados das minas, rapazes solteiros de terras distantes, que encontraram neste edifício o aconchego de suas casas.

Partida: De Algés às 7h00 e de Sete Rios às 7h15.

Participação em viatura própria: Concentração, às 11h00 de Sábado, junto ao Mercado antigo, na avenida principal.

O preço inclui o alojamento na Pousada, as visitas às minas e à moagem, e o jantar de Sábado.


Preços:
Autocarro 66,00€ / Menores de 21 anos 36,00€
Preços:
Viatura própria 42,00€ / Menores de 21 anos 36,00€