30º Aniversário do CAAL na Serra da Lousã

Vistas magníficas, gargantas estreitas e aldeias do xisto...
2015-09-26 - 2015-09-27 (Sábado - Domingo)



Que fantástico fim de semana!

Linda a Festa dos nossos 30 anos a caminhar, subir e escalar.

Toda a gente lá - O GDAO montou as caminhadas, o GDAE escalou na Abelha,  o GDAMO meteu km duros e subiu quase a pique!

E convivemos, confraternizámos e ficámos mais felizes!

Parabéns aos Sócios do CAAL, à sua Direcção e à nossa Presidente!

E já começam a chegar fotos!

Muitos parabéns CAAL...muitos parabéns Direção ...pelas magnificas atividades proporcionadas para comemorar o 30º aniversário na serra da Lousã...um abraço para todos...! José Branco Carvalho, que enviou o seu ábum em 

https://goo.gl/photos/YBX92FT7xU8azuvC8 e um belo filme de fotos, a não perder, em https://www.youtube.com/watch?v=2BZ4SIMri20&feature=youtu.be

As fotos do António Nunes em https://picasaweb.google.com/113479332645420719488/GDAMOAniversarioDoCAAL2015?authkey=Gv1sRgCIvn6LbWo-_YHQ

Fotos do José Veloso em https://picasaweb.google.com/109711780287214819450/XXXAniversarioDoCAALGois26E27Setembro2015?authkey=Gv1sRgCKao_7OLxu2TEQ# 

As fotos lindas da Ana Tique em https://photos.google.com/share/AF1QipOyzmad8HkiKRyY7chKDg99CVeRwh4bjQJBZLhyPXZvN2XXNlDV-eIvzO_VeX491Q?key=Um5NM0NtQkp5LWM2T1dfU2d0RTlMbk9ia3lFaVhB



Fim de semana na Serra da Lousã!

Vamos à descoberta de partes menos conhecidas, mas não menos espectaculares da serra da Lousã, subindo a cumeadas com vistas magníficas ou descendo a gargantas estreitas e descobrindo pelo caminho várias aldeias do xisto.  

Sábado, dia 26

 

Esta actividade leva-nos a descobrir os Penedos de Góis e as aldeias do xisto do concelho de Góis. Trata-se de uma formação montanhosa escarpada, que faz  parte do sistema da Serra da Lousã, na sua vertente nordeste. Um local deslumbrante, de grande beleza paisagística, com miradouros sobre a paisagem beirã e as suas aldeias de xisto.

Para proporcionar aos companheiros a possibilidade de descobrir esta zona magnífica, vamos dividir-nos em dois grupos para o acesso aos penedos:

Percurso A: inicia-se já em altitude, a cerca de 900m, na vertente sul, seguindo por um caminho florestal antes da subida suave em direcção aos rochedos. A partir de certa altura, o trilho estreita e dirige-se ao vértice geodésico, que marca o ponto mais alto dos penedos (cerca de 1040m). As vistas são fantásticas, para um lado a serra da Lousã, na direção do Trevim, o ponto mais alto, para o outro as serras do Açor e da Estrela, além de várias aldeias serranas. Ao longe avista-se a aldeia do xisto de Aigra Velha. Regressa-se pelo mesmo caminho e, depois de passar pelos rochedos, numa portela do monte, desce-se por um trilho que leva à aldeia de Povorais.

Aqui toma-se um trilho que desce, serpenteando, até à aldeia de xisto da Pena, passando ao lado do penedo da Abelha, imponente rochedo e local de escalada; atravessando a ribeira toma-se o trilho das aldeias de xisto de Góis, integrado na Rede Natura 2000 - Serra da Lousã, onde se podem encontrar ainda algumas espécies de fauna e flora de grande relevância.

Passa-se pelas aldeias de Comareira e Aigra Nova - onde se pode visitar a loja Aldeias do Xisto e o museu das Tradições do Xisto, Sede da Associação Lousitânea.

Aqui pode-se neutralizar.

Passa-se depois pela aldeia de Aigra Velha, que dispõe de um sistema defensivo contra os lobos da serra e de onde a vista sobre os penedos de Góis é imponente. Fecha-se o circuito descendo de regresso à aldeia da Pena, passando pelo vale da Ribeira da Pena, com as suas

cascatas, os seus moinhos, as levadas, os açudes e a sua frondosa vegetação de pinheiros e abetos. A extensão deste percurso é de cerca de15km.

 

Percurso B: inicia-se na aldeia de Ribeira Cimeira, a cerca de 550m de altitude, e sobe arduamente aos Penedos de Góis (1040m) por trilhos de difícil progressão pela vertente nordeste, escarpada. Trata-se, portanto, de uma caminhada de ascensão, por encostas inóspitas e de declives acentuados, o que exige alguma resistência por parte dos participantes. Chegados à crista, e depois do marco geodésico, o trilho de descida à aldeia de Povorais e o resto do percurso são comuns aos dois grupos.

A partir daqui seremos transportados para Góis, onde ficaremos alojados, e onde será o nosso jantar de Aniversário.

No nosso jantar de confraternização, com a habitual distribuição de lembranças, vamos celebrar a presença dos sócios que caminharam connosco ao longo dos últimos 10, 20 e também 30 anos. O jantar terá lugar na Associação de Desenvolvimento Integrado da Beira Serra (ADIBER) e será composto de produtos típicos da região. Não esquecendo o bolo e o champanhe para comemorar…

Após uma noite de descanso, estaremos prontos para o segundo dia de actividades.

 

Domingo, dia 27

Rumaremos para sudoeste com destino à aldeia de xisto de Gondramaz, na encosta oeste da Serra da Lousã, já perto de Miranda do Corvo. Gondramaz é uma das aldeias abrangidas pela Rede das Aldeias do Xisto, tendo beneficiado nos últimos anos de cuidadosas obras de requalificação, que fizeram dela um dos melhores exemplos de preservação do património.

 

Para a caminhada desse dia, novamente nos dividiremos em dois grupos:

 

Percurso A: inicia-se a caminhada em Gondramaz, descendo à Ribeira de Espinho e prosseguindo junto ao seu leito, cruzando-a frequentemente em pontes de madeira. Nalguns pontos o vale da ribeira é uma garganta estreita e escarpada, de grande beleza, onde corrimões de aço, estrategicamente colocados, ajudam nas passagens mais difíceis. A frondosa vegetação, que envolve quase todo o caminho e a ribeira, com algumas cascatas, fazem deste percurso uma experiência a não perder. Termina na aldeia de Espinho.

Este percurso tem uma extensão aproximada de 6km. Atendendo às suas características, não há possibilidade de neutralização. Quem não quiser participar nesta caminhada poderá permanecer na recuperada aldeia de Gondramaz, onde o autocarro terá de voltar para levar os companheiros que aí deixaram as suas viaturas.

 

Percurso B: tem início na Sra. da Piedade, perto da aldeia de Tábuas, subindo na direcção de Gondramaz por um trilho de pé posto. Este é frequentemente escarpado e, junto à ribeira de Tábuas, passa na maior cascata do concelho. No cimo do monte, depois de passar perto da aldeia abandonada do Cadaval Cimeiro, prossegue até Gondramaz, tomando depois o mesmo caminho do percurso A. Extensão aproximada de 9km.

Os Grupos de Dinamização participam activamente nas actividades do Aniversário.

Cartografia: Folhas 242, 243, 252 e 253 da Carta Militar de Portugal, na escala 1/25000 do IGE.

 

Participação em viatura própria: Concentração em Ponte do Sótão, às 10h30 de sábado, na estrada nacional 342. Como não há estacionamento junto da estrada nacional, podem deixar-se as viaturas em Ponte do Sótão. Depois, subir a pé de volta ao cruzamento, para apanhar o autocarro, para se reunirem com os outros companheiros.

 

Alojamento: O alojamento será nas camaratas da ADIBER  (Associação de Desenvolvimento Integrado da Beira Serra), onde existem 60 lugares - levar saco cama e toalha - ou no parque de campismo da vila de Góis. Será ainda possível aos sócios marcarem alojamentos alternativos, apenas na vila de Góis (por conta dos interessados).

Para ambos os eventos convidamos os nossos associados e amigos a juntarem-se a estes festejos comemorativos.

O preço inclui o transporte, o seguro, as informações, o mapa, o alojamento, o jantar de Aniversário, a lembrança, o champanhe e o bolo.

É imprescindível a inscrição prévia no Clube. 

A partida dos autocarros para o aniversário é sábado 26 às 7h30m de Sete Rios.


Preços:
Autocarro 62,00€ Menores de 21 anos 41,00€
Preços:
Viatura própria 48,00€ Menores de 21 anos 38,00€
Preços:
Só jantar 25,00€