Portel e a sua serra

A última serra do Alentejo
2019-05-05 (Domingo)
Na década passada, havia no Clube um grupo de cantadores - o GRUCAL- que animou alguns aniversários do Clube, além de também levantar a voz no autocarro, campings e até no decorrer das caminhadas. Mais de metade das modas eram do reportório do Grupo de Cantares Regionais de Portel.

É pois motivo para se dizer: ‘Foste Foste Que Eu Bem Sei Que Foste’, no domingo a Portel.

A caminho do Algarve, D. Afonso III, em 1257, ordenou ao Concelho de Évora que entregasse a D. João Peres de Aboim as terras que passaram a constituir o termo de Portel. Logo surgiu o castelo, que domina de sobremaneira a vila, e que é o principal motivo da nossa visita.

Mas antes disso, vamos conhecer a sua noiva:

Linda noiva tem Portel

És tu ó serra do Mendro                                                                                                                        

Vestida de malmequeres                                                                                                                                     

E raminho de loendro                                                                                                                           

Teu nome por toda a vida                                                                                                                                    

Está escrito no papel                                                                                                                                        

Pelo povo és conhecida                                                                                                                   

Como a serra de Portel

É no seu ponto culminante (412m), mesmo ao lado do IP2, que iniciamos a nossa caminhada, com o objectivo de percorrer a sua cumeada. O final é em Vera Cruz, uns dez quilómetros para oriente.

Tendo sido uma referência nas transmissões nacionais (rádio e TV), esta serra foi ficando para trás nas nossas andanças a pontos de ser a única serra no Alentejo onde o CAAL nunca foi.

No final da actividade teremos visita livre a Portel e algum tempo para petiscar nos cafés da terra.


Características do percurso: São 17km sempre feitos por caminhos, com alguma ondulação. A maior subida (65m) é no final. Passagem de uma vedação (abundam os gamos)e neutralização ao km5,5.

Recomendações: Binóculos, água e farnel.

Cartografia: Folhas 489, 490 e 500 da Carta Militar de Portugal na escala 1/25000 do IGE.

Partida: Às 7h30 de Entrecampos. A chegada está prevista para as 21h30.

Dadas as características do percurso, não se pode assegurar a participação em viatura própria. Caso haja interessados, contactar a secretaria do Clube.

 O preço inclui o transporte, o seguro, a informação e o mapa da actividade.


Preços:
Autocarro 26,00€ Jovens 9,00€