Costa Vicentina...

... e a Serra do Espinhaço de Cão
2020-03-28 - 2020-03-29 (Sábado - Domingo)



Quando fizemos o reconhecimento para esta atividade, lá íamos nós, a caminho das salsas ondas da Costa Vicentina quando, de repente, nos surge o lugar de Espinhaço de Cão. Curioso nome que afinal tem justificação: foi retirado da serra onde se situa, e à qual o CAAL nunca foi...

O percurso tem altos e baixos, literalmente, correspondentes à forma dum espinhaço de cão lazarento, e é uma serra de contrastes: de um lado, eucaliptos e o horizonte marítimo; do outro, inúmeros vales que vão dar à barragem da Bravura, com pequenos povoados, envolvidos por sobreiros e medronheiros. Lá longe, a imponente serra de Monchique. Para terminar, escolhemos seguir (para NW) pelo vale da ribeira do Monte Novo, que nos acompanha até perto de Aljezur.

No dia seguinte é também no Monte Novo que começamos, mas agora já em pleno Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina. Tomamos o rumo sul, para mais tarde subirmos ao vértice geodésico do Mosquito (115m). Daqui temos uma panorâmica da área envolvente e do percurso que nos espera. Vai ser um caminho por terreno de dunas e areias, para depois melhorar - e muito - quando surgirem os arenitos, com curiosas formas, e o já nosso conhecido grés de Silves, com a sua característica cor vermelha.

Finalmente é o esplendor na praia: vão ser 7km, com alguma liberdade, ao longo das praias da Bordeira e do Amado, com o Pontal da Carrapateira –‘de onde se tem uma beleza cénica arrebatadora’- a separá-las.

Características dos percursos:

1º dia (sábado) - Início às 11h00, no lugar de Espinhaço de Cão onde, pela cumeada, iremos percorrer a serra homónima. Serão 14,8km, com uma dezena de subidas e descidas (é o espinhaço) mas que não ultrapassam os 10m de desnível. Os últimos sete quilómetros são uma descida de 200m, até Caeiros de Cima, onde contamos chegar por volta das 16h30. O percurso é feito sempre pelos típicos caminhos das áreas florestadas e poderá haver neutralização

2º dia (domingo) - É o dia da costa. Início às 9h30 junto à Herdade de Monte Novo e entrada no autocarro às 16h30, após termos almoçado e ‘tomado banho’ na Praia do Amado. Antes disso, passámos pela Praia da Bordeira. São 14km e os desníveis são insignificantes. O percurso é sempre feito por caminho assinalado. Neutralização ao km 8,5.

Para quem continua, são mais 6km, num percurso ‘quase livre’, feito por estrada, com almoço (em restaurante ou piquenique) e possível banho. O autocarro deverá estar estacionado nas imediações do ‘Amado Surfcamp’.

Recomendações: Proteção para os agentes atmosféricos próprios da região e época do ano (o vento pode ser frio), binóculos e fato de banho.

Farnel para os dois dias; no entanto, na noite de sábado, o autocarro vai a Aljezur para os companheiros que queiram jantar em restaurante, e o final da caminhada de domingo é numa área onde há restaurante e bar.

Alojamento: No Parque de Campismo do Serrão em Aljezur, em tenda. Existem várias alternativas de alojamento dentro do parque, por conta dos interessados.

Cartografia: Folhas 583-A, 584, 592 e 593 da Carta Militar de Portugal, na escala 1/25000 do IGE

Partida: Sábado, às 7h00 de Entrecampos. Chegada a Lisboa prevista para as 21h00 de domingo.

Participação em viatura própria: Às 10h30 (de sábado), os companheiros deverão deixar os automóveis e tomar o autocarro na rotunda onde acaba a A22 e começa a EN 120, na localidade de Bensafrim. O retorno a este local só será feito no final da tarde de domingo.

O preço inclui o transporte em autocarro, o seguro, a dormida no parque de campismo (tenda), a informação e o mapa.


Preços:
Autocarro 60,00€ Jovens 25,00€
Preços:
Viatura própria 30,00€ Jovens 15,00€