POR TERRAS DE MOLIANOS

1999-11-06 (Sábado)

Por terras de Molianos ,calcários, com ascensão à memória, arco e panorâmica sobre as terras a Oeste da Serra dos Candeeiros

Depois de termos percorrido nos últimos anos terras dos Coutos de Alcobaça com destaque para Aljubarrota, Cós, Maiorga, Pederneira, Turquel e Alfeizerão, entre outras, vamos continuar esse objectivo visitando lugares a nascente de Alcobaça. Partindo daqui iremos até à nascente do Alcoa em Chiqueda e percorreremos o seu vale encaixado. Subiremos aos planos de Molianos, a nova extrema lusitana e a partir daí atacaremos os cumes da serra dos Candeeiros desdobrando a vista por paisagens que vão até ao mar. Passaremos ao insólito Arco da Memória (de quê?), talvez o Arco mais desconhecido de Portugal e aí ultrapassaremos a fronteira dos Coutos, e depois dos cumes dos Candeeiros, cairemos sobre os azinhais e as lagoas das dobras do Arrimal. Passeio deslumbrante, no mínimo, onde, para desfrutarmos a sua beleza teremos de cumprir a velha máxima dos montanheiros: Andar à velho para chegar novo.

Características do percurso:. 2 botas. Extensão não superior a 14 km, com desnível acentuado a subir, cerca de 330 m, e menor na descida. A neutralização possível, a partir do Arco da Memória, será feita a pé.
Cartografia: Folhas 317 e 318 da carta militar de Portugal (1/25000) do I.G.E.
Partida: Algés 8:00 e Campo Pequeno 8:15
Participação em viatura própria: Não é possível
Observações: Levar água, botas, amparo, máquina fotográfica, tapa-chuva/sol e boa disposição.

ACTIVIDADE RESERVADA A SÓCIOS DO C.A.A.L.. EXIGE INSCRIÇÃO PRÉVIA.

Região: Região Turismo do Oeste
Local: Alcobaça