A EXPLORAR OS MÍTICOS CORNOS DA FONTE FRIA

1999-07-03 (Sábado)

têm um sítio tão intratável de serras e penedias, quase sempre cobertas de neve, de picos que se vão até às nuvens, de brenhas temerosas, de vales profundíssimos e passos perigosos que mais parecem moradas de feras que de homens capazes de razão e juízo. (Frei Luís de Sousa –Vida do arcebispo D. Fr. Bartolomeu dos Mártires, 1619)
Características do percurso:
Dia 3 (Sábado): Passeio circular com início e fim na aldeia de Pitões das Júnias. Início calmo, descendo por caminhos rurais entre frondosos carvalhais e ao lado de linhas de água, escutando a cascata da Ribeira de Campesinho, caminhos certamente não descritos a Frei Luís de Sousa. Chegados perto da albufeira de Paradela rumaremos à capela de S. João donde, saciados da paisagem, voltaremos a Pitões usando antigos, belos e bons caminhos.
Dia 4 (Domingo): Percurso longo em que traçaremos uma quase circunferência, tendo por centro a capela de S. João. Saída de perto de Pitões com ascensão à Fonte Fria, viragem a sul por caminhos de cumeada e descida à Albufeira da Paradela (Gafaria) com saída por Parada do Outeiro. Zonas de grande beleza, muito agrestes, a dar razão ao autor da introdução
Cartografia: Folhas 18 e 31 da carta militar de Portugal (1/25000) do I.G.E.
Partida: Algés 21:00 e Campo Pequeno 21:15, na 6ª feira, dia 2
Participação em viatura própria: Os eventuais participantes terão de assegurar para a actividade de Domingo a ligação entre o extremo norte de Pitões das Júnias (início) e Parada do Outeiro (fim) cerca de 20 km.
Alojamento: Em ginásio, com acesso a WC. Em alternativa: Residencial Fidalgo (tel.: 076512462) ou Albergaria Pedreira (tel.: 076512501) ambas em Montalegre.
Observações: Para ambos os percursos uso de botas obrigatório e boa provisão de água

ACTIVIDADE RESERVADA A SÓCIOS DO C.A.A.L.. EXIGE INSCRIÇÃO PRÉVIA.

Região: Serra do Gerês
Local: Pitões das Júnias