Tapada das Necessidades

Um dos segredos da nossa Capital
2021-04-10 (Sábado)


Com sol e calor, 
os participantes deleitaram-se com a "visita guiada" do nosso companheiro Rui Queirós
O álbum do José Veloso em https://photos.app.goo.gl/siS1cGfFJEGNn65j8 
que comentou assim esta manhã: O CAAL começou a desconfinar no Parque das Necessidades  ... 
Que manhã óptima nos proporcionou o sócio Rui Queirós !
Falou-nos da história do local através dos séculos até aos dias de hoje.
Prestou informação fundamental acerca da cobertura arbórea, com pormenores muito interessantes relativos a algumas espécies.
Referiu também algumas experiências que viveu aquando do seu trabalho no parque. 







ACTIVIDADE ESGOTADA 
Construída em 1742
para cerca do convento dos Oratorianos de São Filipe de Nery, por ordem do Rei D. João V, no seguimento de favores dados pela popular imagem de Nossa Senhora das Necessidades.
Ocupando uma área de cerca de 10ha, totalmente murada, foi uma das maiores cercas conventuais da cidade e é um dos mais importantes jardins históricos de Lisboa.
Nela, ainda hoje podem ser observados os traços arquitetónicos, o gosto paisagístico e os elementos deixados ao longo dos últimos 150 anos da nossa monarquia como o Jardim de Buxo, os restos do jardim barroco do tempo dos Frades Oratorianos, o Jardim Inglês do tempo de D. Fernando II, o grande relvado e a estufa circular, o jardim zoológico de D. Pedro V, a Casa do Regalo da Rainha D. Amélia, a mata climática e a cacteira.
Todo o seu arvoredo, pela sua grande diversidade e valor botânico, está classificado de interesse público.
Este jardim, quase desconhecido e muito pouco fruído pelos Lisboetas, com o seu sossego e vistas sobre o Tejo, é um dos segredos da nossa Capital.
Venha conhecer a sua história e biodiversidade numa visita de cerca de 3 horas guiada pelo sócio Rui Queirós.
Características do percurso: Percurso de tipo urbano, acessível a qualquer pessoa, pelos arruamentos e caminhos do jardim.
Recomendações: 
Como o grande relvado é um ótimo local para piqueniques, quem quiser ficar para a tarde poderá trazer farnel e água. 
Ponto de encontro: Às 9h30 no Jardim Olavo Bilac / Miradouro do Largo das Necessidades, diante do Ministério dos Negócios Estrangeiros e da capela de Nossa Senhora das Necessidades, junto ao chafariz do obelisco.
.
É imprescindível a inscrição no Clube (6€, 5€ para quem tiver seguro).